Posts Tagged ‘ Política ’

Cotas, cocotas e sem cotas

Cotas, cocotas e sem cotas

— O senhor é negro. É anão… — Sim. — É cadeirante. — Isso. — É gay? — Sim. E mulher. — Como? — Mudança de sexo. — Ah, ok. Interessante isso. — Pois é. — Bom, pelo acúmulo de cotas… já é juiz federal! Nem precisa prestar o concurso. — Que ótimo! Obrigado....
Continua»

Tags: , ,
Publicado em Contos | Sem comentários »

Um site obsceno

Um site obsceno

Quando a mulher repentinamente entrou na sala, o marido, num acesso de pânico, bateu a tampa do laptop com tanta força que o frágil fecho de plástico chegou a quebrar-se e cair ao chão. — O que você tava vendo aí? — perguntou, desconfiada. — Nada não, meu bem. É que me lembrei que...
Continua»

Tags: , , , , ,
Publicado em Contos | Sem comentários »

De quatro

De quatro

Quando ele a penetrou por trás, ela perguntou: — Em quem você vai votar? Ficou aturdido por alguns segundos, sem saber em qual cintura colocar as mãos: na própria ou na dela? — Que pergunta é essa? — resmungou, contrariado. — Isso lá é hora de falar sobre as eleições? — Você vai votar...
Continua»

Tags: , , , ,
Publicado em Contos | Sem comentários »

Direitomeu e Esquerdoleta

Direitomeu e Esquerdoleta

Enquanto isso, no centro acadêmico de História: — Ei! Tira a mão de cima de mim, seu reaça! — Calma, garota — e sorriu, confiante. — Sabia que eu tenho algo que é meio torto pra esquerda? — Ah, é? E você sabia que eu sei dar um gancho de direita? — Tá vendo?...
Continua»

Tags: , , ,
Publicado em Contos | Sem comentários »

Café preto no Ministério

Talvez seja apenas um preciosismo de gente chata, mas não consigo deixar de me perguntar o porquê de o ministro da Igualdade Racial ter de ser sempre um negro. Um amigo de São Paulo me disse que conheceu um ótimo advogado, formado no Brasil, mas nascido no Irã. Aposto que há menos persas no...
Continua»

Tags: ,
Publicado em Crônicas | Sem comentários »

O machista feminista

O machista feminista

Tempos atrás participei de um encontro literário na Casa Mário de Andrade, em São Paulo, onde, ao longo de uma semana, debati com outros autores as perspectivas da literatura brasileira neste novo milênio. Foi lá que, entre outros, conheci pessoalmente Elisa Andrade Buzzo, Luis Eduardo Matta, Miguel Sanches Neto, André de Leones, Fabrício Carpinejar...
Continua»

Tags: , , , , , , , , ,
Publicado em Contos | 21 Comentários »

Dogville, um filme duro de roer

O filme Dogville é interessante na forma, ótimo na escolha dos atores e um enorme desperdício dramático. Poderia ter sido uma obra trágica, mas o diretor — contaminado pelo mais palpitante niilismo — preferiu transformá-lo numa piada de humor negro. Arma uma enorme e absorvente arapuca durante dois terços de projeção para, ao final,...
Continua»

Tags: , , , ,
Publicado em Artigos | 1 Comentário »

Progressistas, reacionários, histeria e a longa marcha gramsciana, por Murray N. Rothbard

Progressistas, reacionários, histeria e a longa marcha gramsciana, por Murray N. Rothbard

Por que a esquerda sempre faz uma oposição histérica a toda e qualquer ínfima medida ou iniciativa que seja por ela tida como “antiprogressista” ou, pior ainda, “reacionária”?  Seja no quesito aborto, no quesito dos “direitos” dos homossexuais (“direitos”, no linguajar esquerdista, nada mais são do que deveres impingidos aos pagadores de impostos), nos...
Continua»

Tags: , , , , ,
Publicado em Outros autores | Sem comentários »

Crítica à Economia Política do Prof. Benayon

Por Alceu Garcia O Professor Adriano Benayon revelou finalmente o que entende serem as causas das depressões econômicas e suas relações com o liberalismo, conforme recente artigo publicado no site do Prof. Ricardo Bergamini(www.angelfire.com/sc3/ricardobergamini/benayon3.htm). Como o autor fez a gentileza de explicitar uma teoria acerca do fenômeno estudado, o que não fizera antes, é...
Continua»

Tags: , ,
Publicado em Outros autores | Sem comentários »

Hilda Hilst, o IPTU e a Chave da Cidade

Hilda Hilst, o IPTU e a Chave da Cidade

Quando Hilda Hilst faleceu, em 4 de Fevereiro de 2004, devia cerca de 800 mil reais de IPTU. Dois anos antes, a dívida era de 500 mil reais. Quando morei com ela, a dívida já era altíssima, salvo engano, aí pelos 300 mil reais. Mas, pouco antes de conhecê-la, quando a dívida já a...
Continua»

Tags: , , , , ,
Publicado em Crônicas | Sem comentários »

Translate this page

Conteúdo

Social


    Curta minha página


    Siga-me no Facebook




    Cadastre seu endereço de email e receba automaticamente os posts publicados:


PayPal

Faça uma doação!

Bitcoins

Gostou? Faça uma doação.
Doe bitcoins!

O Autor

Yuri Vieira é escritor e cineasta. Saiba mais.

Visitas