Contos inspirados na UnB viram e-book — por Thais Antonio

23/10/2010
Por Imprimir

Histórias escritas por ex-aluno recebe elogios dos escritores Millôr Fernandes e Lygia Fagundes Telles. Livro está disponível na internet

Thais Antonio – Da Secretaria de Comunicação da UnB

Yuri Vieira estudou na Universidade de Brasília entre 1992 e 1997. Passou pelos cursos de Artes Plásticas, Engenharia Florestal e Letras, sem se formar em nenhum deles. Em 1998 publicou o livro A Tragicomédia Acadêmica – Contos Imediatos de Terceiro Grau, com histórias fictícias e bem-humoradas sobre a universidade. Doze anos depois, o livro foi reeditado, ganhou versão digital e está à venda no site americano Amazon.

A versão em PDF pode ser baixada aqui.

O primeiro conto foi inspirado em uma professora de sua namorada. “Ela reclamava tanto de uma professora de Psicologia que me inspirou a escrever”, explica. O conto chama-se Maria Eu-gênia e fala sobre uma mulher histérica e egocêntrica que não aceita opiniões alheias. Ao todo, 19 histórias formam o livro de 170 páginas com ilustrações de Túlio Caetano, que estudou Publicidade na UnB na mesma época de Yuri.

Entre elas, está a emblemática O Abominável Homem do Minhocão, que descreve a saga de um professor de Ciências Sociais que se escondeu no esgoto do Instituto Central de Ciências (ICC), para fugir da ditadura. Mais de 20 anos se passaram e o homem foi encontrado sujo, peludo e fedido, assombrando quem passava pelo prédio.

“Na época que eu comecei a escrever o livro, estava muito frustrado com a universidade e já tinha mudado de curso várias vezes”, declara. Yuri se debruçou sobre os contos de outubro de 1996 a maio de 1997. Ele morava na Casa do Estudante (CEU) e vivia a universidade 24 horas por dia. “Conheci muita gente e sempre ouvia as reclamações”, diz. “Estava deprimido com a situação da universidade e a forma que encontrei para lidar com isso foi tirar sarro”.

Ainda assim, o escritor, que também é cineasta, lembra-se da vida acadêmica com carinho. “Eu adorei estudar na UnB e tenho orgulho de falar isso”, afirma. Para ele, a maior conquista da vida universitária foi escrever o livro. “Considero o livro meu diploma”, pontua.

RECONHECIMENTO – A publicação recebeu elogios dos escritores Millôr Fernandes, Olavo de Carvalho e Lygia Fagundes Telles. Yuri pegou, ainda, carona nas palavras de Hilda Hilst, que convidou o rapaz a morar com ela em São Paulo e ajudá-la a organizar a biblioteca e as correspondências da casa. Ele fez o primeiro site da escritora, que está no ar até hoje. A empreitada durou dois anos e deu a ele a chance de trocar experiência com a veterana.

Em setembro de 2010, o livro foi reeditado pela Agbook e é vendido sob encomenda no site da editora. A versão em PDF pode ser baixada pelo site do próprio autor, onde é possível baixar o outro livro publicado por Yuri, A Bacante da Boca do Lixo e Outros Escritos da Virada do Milênio. Para e-readers, a publicação é vendida por US$ 6 no site americano Amazon.

_____

Fonte: UnB Agência

Use o Disqus, mais abaixo, para comentar...

Tags: , , ,

Arquivado sob: Clipping, Imprensa

Comentários desabilitados.

Translate this page

Conteúdo

Social


    Curta minha página


    Siga-me no Facebook




    Cadastre seu endereço de email e receba automaticamente os posts publicados:


PayPal

Faça uma doação!

Bitcoins

Gostou? Faça uma doação.
Doe bitcoins!

O Autor

Yuri Vieira é escritor e cineasta. Saiba mais.

Visitas