A Comunhão dos Monstros Malucos

Um dos grandes traumas da minha infância – sim, da minha infância “pequeno burguesa” – foi ter perdido, graças a uma aula de catecismo, a reapresentação na Sessão da Tarde do filme de animação A Festa dos Monstros Malucos, de Jules Bass, o mesmo que dirigiu The Hobbit.

No podemos tener amigos!

O Paulo Paiva, que esteve em Cuba com nossa amiga comum Andréa Leão, é que deveria contar essa história. Mas já que ele está enrolando – e tem mil outras cubanidades para narrar – vou contar ao menos essa, que muito me marcou.

Gimme Shelter: brincando com o fogo do inferno

Imagine a cena: um sedutor Mestre de Cerimônia de ar andrógino e cabotino sobe no palco duma região distante e – protegido por anjos do inferno que se põem à sua volta – berra à assistência formada por milhares e milhares de pessoas, algumas pra lá de Bagdá, outras pra lá de Psychedelic Land, algumas nuas de corpo, outras de cérebro, berra a toda essa gente que ele, o beiçudo e sexy Mestre de Cerimônicas, morre de simpatias pelo demônio.

Negócio da China: como funciona

Antônio C. Veloso, irmão do meu cunhado, é empresário do ramo de autopeças. Recentemente participou de um encontro, em São Paulo, com representantes de indústrias chinesas interessadas no mercado brasileiro. Passadas as formalidades e o grosso da reunião, sentou-se a conversar com um desses negociantes. A certa altura veio à tona a observação, corrente entre nós, a respeito da baixa qualidade dos produtos importados da China e o impacto destruidor de seus baixos preços.

O urubu e o amor

Sexta-feira passada assisti, en passant, ao Globo Repórter sobre animais de estimação.(…) O incrível mesmo foi a história da Loira, uma “urubua” feia, asquerosa, mas… mas… tão lindinha! Até chorei.

Debate na Ala Oeste

Fim de semana passado, enquanto zapeava pela Net, fiquei surpreso ao me deparar com um profícuo debate entre dois candidatos à presidência dos EUA: o deputado democrata Matt Santos (juro que não é meu parente) e o senador republicano Arnold Vinick…

De olho em todos

Eu, enquanto não pousar na Terra um Avatar que seja nosso rei-filósofo, continuarei um, digamos, mais ou menos libertarian, isto é, alguém que não curte nem um pouquinho as safadezas do Estado, seja este de esquerda, seja de direita…

O muuundo animaaaal

Ontem à noite, no canal Animal Planet, assisti à incrível saga do gringo que veio até a amazônia realizar seu mais acalentado sonho: agarrar uma sucuri de cinco metros! E não só agarrá-la: abraçá-la, enrolar-se nela, esfregar-se em suas escamas, banhar-se a dois…